Psicoterapia

A análise ou psicoterapia junguiana é uma das mais antigas abordagens psicoterapêuticas. O método junguiano carateriza-se pelo dialogo entre o terapeuta eo cliente. onde são verificados tanto elementos históricos ou do passado paciente quanto os elementos futuros, ou seja, das expectativas e desejos que o paciente projetou para si, como forma de tentar compreender o presente. Para Jung, tanto o passado quanto o futuro são importantes e contribuem para o desenvolvimento individual.

“O que viso é produzir algo de eficaz, é um produzir um estado psíquico, em que meu paciente comece a fazer experiências com seu ser, um ser em que nada mais é definitivo nem irremediavelmente petrificado; é produzir um estado de fluidez, de transformação e de vir a ser.” (Jung, A Pratica da Psicoterapia, p. 43-4)

Tenho de optar necessariamente por um método dialético, que consiste em confrontar as averiguações mútuas. Mas, isto só se torna possível se eu deixar ao outro a oportunidade de apresentar seu material o mais completamente possível, sem limitá-lo pelos meus pressupostos.(JUNG, A pratica da Psicoterapia, p.3)

Desde sua separação da psicanálise de Freud em 1914, a psicoterapia junguiana vem se desenvolvendo e se comprovando como um método eficaz tanto para pessoas que buscam o no tratamento de neuroses ou problemas psicológicos (psicopatologias) quanto para pessoas buscam o desenvolvimento interior e o autoconhecimento. Caso você tenha interesse de fazer psicoterapia ou análise na abordagem junguiana ou tenha alguma dúvida, entre em contato.

Fabricio Moraes

Comentários

  1. Gostei. Gratidão!